• Montimerso

10 Motivos para Visitar o Alentejo no Inverno / 10 Reasons Why You Should Visit Alentejo in Winter

A vida no Alentejo leva-se com vagar. Para quem procura um local tranquilo para uma escapadela de Inverno, a grande planície alentejana oferece vários e bons motivos de passeio.

Conheça algumas sugestões para uma escapadela ao Alentejo nos tempos frios que se avizinham.


1 Lago Alqueva

O maior lago artificial da Europa, com 250 km2 da área total, veio adicionar uma nova paisagem ao Alentejo seco, e compreende vistas fabulosas para muitos dos castelos da região e a possibilidade de descobrir novas espécies que vieram habitar a região.

São possíveis passeios privados ou em grupo, em veleiro ou barco a motor.


2 Observação de estrelas

Veja as estrelas como em nenhum outro lugar, numa região protegida da poluição luminosa das grandes cidades. As noites frias de Inverno são longas e favoráveis à observação do céu, se as nuvens não o obstruírem. A transparência do ar pode ser fantástica, servindo para melhor referenciar as posições dos planetas e de outros objetos interessantes para observar.


3 Monsaraz e a pré-história

A ocupação da vila de Monsaraz data dos tempos pré-históricos, estando registados na região várias centenas de sítios arqueológicos dos períodos paleolítico, neolítico (megalitismo), calcolítico, Idade do Bronze e Idade do Ferro.


4 Comida aconchegante

No passado, a vida no Alentejo era bastante dura e os recursos económicos do povo eram escassos. Isso fez com que a tradicional gastronomia alentejana se tornasse simples mas imaginativa, misturando os ingredientes de época que havia à disposição para criar pratos ricos, mas simples. Com a chegada de dias mais frios quer-se açordas, migas e outras iguarias típicas do Alentejo, acompanhadas por um bom vinho tinto.


5 Lume de chão

Relaxar ao som da lareira é dos melhores momentos que o frio do Inverno proporciona.

Nas casas alentejanas era costume fazer o designado "lume de chão", uma pequena fogueira de chão das chaminés. Era aqui que se preparava a sopa de panela ou a linguiça, local, também, e onde se desfrutava de longas e grandes conversas.


6 Dias solarengos

Mesmo com as baixas temperaturas, os dias de sol são constantes (existindo um total de 300 dias de sol por ano), convidando a diversas atividades ao ar livre.


7 Alentejo mais verde Deixe-se apaixonar pela planície alentejana verde do Inverno, um cenário diferente do que estamos habituados, com prados repletos de flores, desfrutando de uma vista magnífica junto ao Lago de Alqueva.


8 Provas de vinho

Reguengos de Monsaraz foi Cidade Europeia do Vinho em 2015 e é uma das sub regiões vinícolas do Alentejo. onde se pode visitar diversas adegas. A adega José de Sousa pratica, a par da vinificação moderna em tanques de inox, a fermentação em talhas de barro – o célebre “vinho da talha”, técnica criada pelos antigos Romanos.


9 Olaria

Em São Pedro do Corval, a tradição da cerâmica remonta aos tempos pré-históricos, devido à existência de depósitos de argilas com características específicas na zona.

Mais recentemente, este tipo de olaria adaptou-se às necessidades da vida rural do Alentejo, tomando a forma de potes, panelas, jarros e outras peças utilitárias.

Neste momento, São Pedro do Corval é o maior centro oleiro do país, compreendendo diversas olarias que organizam oficinas e workshops, possibilitando trabalhar a roda de oleiro e pintar peças.


10 Patrimónios UNESCO - Évora e Elvas

Património mundial Unesco desde 1996, Évora é uma cidade-museu. O seu centro histórico revela influências romanas, visigóticas e árabes, preservando vestígios com mais de 2000 anos.

A história de Elvas está escrita em cada pedra das suas fortificações. Esta cidade-quartel fronteiriça e as suas fortificações conquistaram a classificação como Património da Humanidade em 2012.



Life in Alentejo is all about slow living. For those looking for a quiet place for a winter getaway, the particular Alentejo plains offers many good reasons to walk around.

Know 10 suggestions why you should visit Alentejo in the cold times ahead.


1 Alqueva Lake

The largest artificial lake in Europe, with 250 km2 of the total area, has added a new landscape to the dry Alentejo, and includes fabulous views of many of the region's castles and the possibility of discovering new species that came to inhabit the region.

Private or group tours are possible on a sailboat or motor boat.


2 Stargazing

Enjoy the stars like nowhere else, in a region protected from the light pollution of big cities. The cold winter nights are long and favorable for observing the sky, if the clouds do not obstruct it. The transparency of the air can be fantastic, serving to better reference the positions of the planets and other interesting objects to watch.


3 Monsaraz and prehistory

The occupation of the village of Monsaraz dates from prehistoric times, with several hundred archaeological sites from the Paleolithic, Neolithic (megalithic), Chalcolithic, Bronze Age and Iron Age periods being recorded in the region.


4 Cozy food

In the past, life in Alentejo was very hard and the economic resources of the people were scarce. This made traditional Alentejo cuisine simple but imaginative, mixing the seasonal ingredients that were available to create rich, yet simple dishes. With the arrival of colder days, traditional açordas, migas and other typical Alentejo delicacies are wanted, accompanied by a good red wine.


5 Floor fireplace

Relaxing by the sound of the fireplace is one of the best moments that the winter cold provides. In the Alentejo houses, it was customary to make the so-called "floor fireplace", a small fire on the floor of the traditional chimneys. It was here that sopa da panela or portuguese sausages were prepared, and where long and great conversations were enjoyed.


6 Sunny days

Even with the low temperatures, the sunny days are constant (there is a total of 300 sunny days per year in Alentejo), inviting you to several outdoor activities.


7 A greener Alentejo

Let yourself fall in love with the green Alentejo plain of winter, a scenario different from what we are used to, with meadows full of flowers, enjoying a magnificent view by the Alqueva Lake.


8 Wine tasting

Reguengos de Monsaraz was "European City of Wine" in 2015 and is one of the wine regions of the Alentejo. where you can visit several wineries. José de Sousa winery practices, in addition to modern vinification in stainless steel tanks, fermentation in clay amphoras, a technique created by the ancient Romans.


9 Pottery

In São Pedro do Corval, the tradition of ceramics dates back to prehistoric times, due to the existence of clay deposits with specific characteristics in the area. More recently, this type of pottery has adapted to the needs of rural life in the Alentejo, taking the form of pots, pans, jars and other utilitarian pieces. At this time, São Pedro do Corval is the largest pottery center in the country, comprising several potteries that organize workshops, making it possible to work the potter's wheel and paint pieces.


10 UNESCO Heritage - Évora and Elvas

UNESCO world heritage since 1996, Évora is a city-museum. Its historic center reveals Roman, Visigoth and Arab influences, preserving traces of more than 2000 years old.

The history of Elvas is written on every stone of its fortifications. This border town-barracks and its fortifications won the classification as World Heritage in 2012.


35 visualizações